Notícias

Mulheres brilham no campo e na indústria da Usina Caeté

 

A Usina Caeté S/A, tradicional indústria do setor sucroenergético alagoano, figura mais uma vez no cenário de pioneirismo ao oportunizar cada vez mais a contratação de mulheres em seu quadro funcional.

Para esta safra 2018/19, com previsão de encerramento neste mês de março, essas contratações trazem resultados expressivos para a empresa. De acordo com Marta Luciana Sampaio, Gerente de Gestão de Pessoas, as mulheres atuam com grande profissionalismo e habilidade, num campo tido como predominantemente masculino.

No total, a Usina Caeté possui duas mulheres operando máquinas no setor de empacotamento do açúcar, duas operadoras de empilhadeira, quatro soldadoras, uma eletricista industrial, uma operadora de colheitadeira e três no comando de máquinas pesadas. Na Unidade Pauliceia, em São Paulo, já são 13 mulheres operando colheitadeiras, uma revisora na oficina agrícola, uma motorista e uma comboista.

“Temos o importante apoio do Senar e Senai nas capacitações e formações dessas profissionais nas áreas agrícola e industrial”, destacou a gerente, acrescentando que essas contratações realçam uma significativa abertura no mercado de trabalho.

A gerente destacou ainda que esse ano o foco da campanha do Mês da Mulher foi centrado nas mulheres que desempenham funções diferenciadas,
mas que, através desses exemplos de superação e determinação, a homenagem seja extensiva para todas as valorosas mulheres que trabalham no Grupo Carlos Lyra.

———————————————————————————-

Nome
Milena Carla de Souza Almeida

Função
Operadora de Colheitadeira

Idade
20 anos

Há 05 meses trabalha na Usina Caeté

Ser a primeira mulher a atuar numa área predominantemente masculina me motiva bastante. Com o passar do tempo a confiança vai aumentando, e logicamente, tem que existir respeito de ambas as partes.

Mulheres, não desistam! Porque lugar de mulher é onde ela quiser. Não desanimem e não desistam dos seus objetivos.

———————————————————————————-

Nome
Taina Aparecida Souza Bernardino

Função
Revisora

Idade
24 anos

Há 11 meses trabalha na Usina Caeté S/A – Unidade Pauliceia

Muitas vezes as empresas não oferecem essa oportunidade à mulher, e a Usina Caeté – Unidade Pauliceia disponibilizou essa função para as mulheres.

Todo começo é difícil, mas conforme a gente vai se dedicando, mostrando nosso trabalho vai ganhando espaço e respeito.

Depois de alguns meses trabalhando na empresa, os próprios funcionários vieram elogiar dizendo que o setor mudou em relação a limpeza e que é muito bom ter uma mulher trabalhando nesse setor.

Acredito na força de vontade! Por ser mulher, não me beneficiava para essa vaga, o fato de ser fortinha também não me beneficiava, bem como a altura, mas acredito que se você não é alto, arruma um banquinho, e ser gordinho também não atrapalha. Tendo força de vontade você chega onde quiser, independente se a vaga é mais propícia ao homem ou à mulher, você ocupa o espaço que você quiser dentro de uma empresa.

———————————————————————————-

Nome
Kissia Rafaele Amorim Cavalcante

Função
Eletricista Industrial

Idade
26 anos

Trabalha há 06 anos e 10 meses na Usina Caeté

Eu nem imaginava que ia exercer a profissão de eletricista. A minha intenção era trabalhar. Fui Jovem Aprendiz, estudei no SENAI e lá escolhi qual curso iria me inscrever para aprimorar os conhecimentos. A escolha inicial foi entre eletromecânica, solda e caldeiraria. Comecei o curso e me apaixonei pela área de mecânica, mas ao chegar na usina minha paixão mudou para a elétrica.

Atualmente a mulher está em todos os lugares. São mulheres na área de eletricidade, caldeiraria e até dirigindo máquina agrícola. Você tem que dar o seu melhor e principalmente, fazer o que gosta.

———————————————————————————-

Nome
Lumara Lucimara da Silva Rosendo

Função
Operadora de Máquinas Agrícolas

Idade
20 anos

Há 05 meses trabalha na Usina Caeté

Quando vi a oportunidade de ingressar numa área onde não há muitas mulheres, foi como um desafio a ser superado.

No meu setor de trabalho, sou a única mulher a desempenhar a função. Geralmente quando as pessoas percebem que é uma mulher operando, elas param para observar, algumas buzinam, é muito interessante!

Se outras mulheres sentem vontade de ocupar essas áreas, que se qualifiquem. Desta forma nós podemos ser iguais ou até melhores que os homens na execução da atividade. Só basta ter dedicação.

———————————————————————————-

Nome
Simone Facin Souza

Função
Operadora de Colheitadeira

Idade
44 anos

Há 10 anos e 06 meses trabalha na Usina Caeté S/A – Unidade Pauliceia

A oportunidade de aprender uma função nova, na colheitadeira, foi o que mais me motivou.

As mulheres são muito competentes no que fazem. Muitos homens acham que a mulher não tem capacidade de fazer o serviço que eles executam, mas ela faz igual, não há diferença.

As mulheres devem trabalhar com muito amor, carinho e dedicação, porque se você não tiver essas três coisas, você não consegue ter uma operação perfeita e isso é fundamental para qualquer lugar onde formos trabalhar.

———————————————————————————-

Nome
Maria Risomar da Silva

Função
Soldadora

Idade
47 anos

Trabalha há 02 anos na Usina Caeté

Me apaixonei pela profissão ao ver uma colega exercendo essa função, e chamou a minha atenção o fato dela já ter mais de 50 anos. Isso foi um grande incentivo.

É uma luta diária trabalhar num universo predominantemente masculino, mas no geral, eles são muito compreensivos. Porém, as vezes, você sente que ainda existe um pouco de rivalidade.

Digo sempre que as mulheres precisam ter paciência e seguir em frente, sem desistir dos sonhos, porque podemos tudo e “o mundo é nosso”.

———————————————————————————-

Nome
Maria Juniclécia Gomes dos Santos

Função
Operadora de Máquinas Agrícolas

Idade
21 anos

Há 05 meses trabalha na Usina Caeté

Para mim, exercer essa função representou um desafio! E o desafio que a Usina Caeté nos propôs foi o de entrarmos nessa área. Somos as primeiras mulheres a desempenhar esta função na empresa.

Todos os dias nos deparamos com situações diferentes, mas ao longo do tempo vamos aprendendo a superar cada obstáculo, e aí começa a existir um equilíbrio, uma convivência em harmonia.

Houve uma vez que estava dirigindo, um senhor saiu do caminhão e começou a aplaudir. Eu me emocionei demais!

Mulheres, sejam corajosas! Não é fácil, mas estamos vencendo barreiras. A palavra da vez é Coragem!

———————————————————————————-

Nome
Edvânia dos Santos

Função
Operadora de Empilhadeira

Idade
39 anos

Trabalha há 07 anos na Usina Caeté

Sempre admirei a função, e quando cheguei aqui na Usina Caeté já havia uma mulher desempenhando este serviço. Vê-la trabalhando me empolgou ainda mais. Aos poucos fui tentando entender mais sobre a função para conquistar também o meu espaço.

Às mulheres, deixo um conselho: só entre no ramo se realmente gostar do que faz, porque não é fácil! Vá em frente, vá à luta, pois nada para uma mulher é impossível.

———————————————————————————-

Nome
Wanessa Gomes de Oliveira

Função
Soldadora

Idade
25 anos

Há 2 meses trabalha na Usina Caeté

Meu irmão já trabalha na área de solda e eu quis atuar numa área diferente, que fosse mais fácil de conseguir emprego e tivesse um espaço mais aberto. No começo foi difícil, mas hoje está tranquilo.

Hoje as pessoas admiram, porque é difícil ver uma mulher na área de solda, caldeiraria, trabalhando em usina. Atualmente, o pessoal respeita muito nosso trabalho.

É preciso persistir e se qualificar! No início é difícil, mas não desanimem, porque depois as portas se abrem.

———————————————————————————-

Nome
Beatriz Ribeiro da Silva

Função
Operadora de Máquinas Agrícolas

Idade
19 anos

Há 05 meses trabalha na Usina Caeté

Meus pais sempre me motivaram e acreditaram em meu potencial.

Certa vez, quando eu estava na oficina para abastecer, um rapaz me filmou, tirou foto e aplaudiu, só pelo fato de ser uma mulher!

Aqui no Nordeste não tem tantas mulheres nessa área.

Um Comentáio para Mulheres brilham no campo e na indústria da Usina Caeté

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *