Notícias

Escola Conceição Lyra realiza XVII Feira de Livros – Exposição Literária Alagoana

A XVII Feira de Livros: Exposição Literária Alagoana, realizada nos dias 11, 12 e 13 deste mês, na Escola Conceição Lyra, prestou homenagem a maior criação de Deus: O HOMEM – o Universo masculino: de Adão, a José, de Carlos Drummond de Andrade.

Entre as produções literárias estudadas de poetas alagoanos: O Gafanhoto manco, de Adélia Magalhães, O Marinhieirinho do Pontal, de Maryana Damasceno, Filho de peixe, peixinho não é, de Tiago Amaral, Mateu errante, Mateu brincante, de Guilherme Ramos, O segredo do Rio Mundaú, de Sara Albuquerque, Ícaro, de Cipriano Jucá, Tempo fujão, de Helena Costa, A sertaneja e o imperador, de Eliana Maria, Somos todos iguais nessa vida, de Ernande Bezerra, entre outras.

Os autores que compareceram ao evento ficaram visivelmente encantados com as produções, com o estudo e as adaptações de suas obras, apresentadas em forma de espetáculo pelos alunos, sob a orientação dos professores e do diretor teatral Salomão D’Luna.

Dentre os escritores que compareceram estão: Adélia Magalhães, Cavalcante Barros, Eliana Maria, Ernande Bezerra, Helena Arroxelas Costa, Maria de Lourdes do Nascimento, Marta Brandão e Tiago Amaral. Alunos de escolas municipais e particulares, bem como o secretário de Cultura e representante da secretária de Educação de São Miguel dos Campos, também prestigiaram o evento.

“E na Escola Conceição Lyra estão todos esses leitores que vislumbram nos verdes caminhos da fazenda São João um cavaleiro, Dom Quixote e seu fiel escudeiro, Sancho Pança. Junto à dupla um trio: Shakespeare, Romeu e Julieta.

 

Um trio: Caetano, Gil e Adélia Magalhães, com muita alegria, alegria, em coro, canta: “José sou eu. José é o Adão que é o alagoano, que é o baiano, que é o sertanejo, que é o nordestino, que é o brasileiro, que é o estrangeiro, que somos todos nós simplesmente homens, filhos de Deus”, afirmou a escritora Maria de Lourdes do Nascimento.

O diretor teatral Salomão D’Luna assinalou: “Com muita alegria realizamos mais um grande evento cultural das artes literárias com culminância teatral. Diferente do ano passado que homenageamos as mulheres, este ano valorizamos a figura do Homem, de Adão aos Josés do cotidiano, inspirando-se em poemas de Drummond. Do infantil ao fundamental II, passeamos na leitura de homens do mar, do ar, super-homens, trabalhadores de nossos dias comuns, fomos aos clássicos Miguel de Cervantes e William Shakespeare, com data comemorativa dos 400 anos de morte de ambos. Abrilhantamos também com a cultura musical de Caetano e Gil, que celebram 50 anos de carreira. Não posso deixar de mencionar a emoção dos pais, com olhos marejados em lágrimas ao assistirem seus filhos, como também, de ressaltar a fala de uma mãe que, preocupada com a timidez e desenvolvimento de seu filho, já havia procurado auxílio com profissionais para melhor ajudá-lo e que, após a realização desses trabalhos cênicos, já denota grandes melhorias de relacionamento de seu filho.

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *