Notícias

Pioneirismo: Marituba implanta sistema de transmissões de dados através do celular

As inovações tecnológicas estão cada vez mais presentes nas empresas do Grupo Carlos Lyra. Utilizando a conexão GPRS – uma tecnologia digital que permite a troca de dados, a Usina Caeté S/A – Unidade Marituba, localizada no município de Igreja Nova (AL), região do Baixo São Francisco, tornou-se pioneira no Nordeste ao implantar o sistema de transmissão de dados via celular.

Para a implantação do novo sistema, a empresa utilizou duas modernas ferramentas do universo virtual: o Visual Basic.net – linguagem utilizada para o desenvolvimento do programa e, o Banco de Dados SQL Server, onde, por meio da tecnologia Bluetooth, contida nos dispositivos móveis – PALMS e nos celulares, são efetuadas as transferências dos arquivos , utilizando o protocolo de FTP (File Transfer Protocol).

De acordo com informações do responsável pelo setor de Tecnologia da Informação da Marituba, Júlio César Marques dos Santos, os dados podem ser transmitidos de qualquer localidade.

A usina utiliza os PALMS para controlar a produção de mão-de-obra agrícola, movimento de transporte, além de manter os registros de ponto dos colaboradores. Júlio César esclarece que não é necessário fazer uma chamada telefônica para efetivar a transmissão dos dados. “A cobrança é feita através de um pacote de dados trafegados na rede e não mais por conexão”, ressaltando, ainda, que o sistema permite o envio dos dados mantendo a linha livre para receber ou efetuar chamadas normalmente.

O gerente agrícola da Marituba, Fabrizzio Tenório, salienta que um dos ganhos com a implantação dessa tecnologia foi não só a funcionalidade como, também, a redução dos custos operacionais. “Não será mais necessária a vinda dos assistentes agrícolas para descarregarem os dados dos PALMS no escritório”.

De acordo com o gerente, os 35 assistentes levavam cerca de uma hora para fazer essa atividade, representando um custo mensal de mais de R$ 2 mil por mês. “Cada hora perdida representa o equivalente a R$ 83,52 mensais”, afirmou Fabrizzio Tenório.

A funcionalidade do sistema possibilita, inclusive, que atualizações referentes ao cadastro de colaboradores, fazendas e outros serviços sejam feitas automaticamente. “Na Marituba não descarregamos mais os PALMS nos finais de semana e feriados, evitando, assim, as horas extras”, enfatizou Fabrizzio Tenório.

O gerente ressaltou ainda a importante atuação dos colaboradores Fabiano Passos (supervisor administrativo da Unidade Marituba) e Ernande Rodrigues (coordenador administrativo da Usina Caeté) no processo de negociação com a empresa de telefonia móvel. “Eles foram fundamentais para a implantação do novo sistema”, finalizou.

Carmem Valéria Neves dos Anjos
Assessoria de Comunicação

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *