Notícias

Grupo Carlos Lyra lança sachês do Açúcar Caeté com os objetivos do Milênio

O Grupo Carlos Lyra fez o lançamento oficial nesta sexta-feira, pela manhã, dos sachês do Açúcar Caeté que trazem nas suas embalagens mensagens sobre os Objetivos do Desenvolvimento do Milênio (ODM).

A iniciativa visa divulgar as ações do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O lançamento foi feito à imprensa alagoana, com um café da manhã servido no Restaurante Bodega do Sertão.

Conheça os oito Objetivos do Desenvolvimento do Milênio:

1. Erradicar a extrema pobreza e a fome.
Reduzir pela metade, entre 1990 e 2015, a proporção da população com renda inferior a um dólar PPC por dia.
Reduzir pela metade, entre 1990 e 2015, a proporção da população que sofre de fome.

2. Atingir o ensino básico universal.
Garantir que, até 2015, todas as crianças, de ambos os sexos, terminem um ciclo completo de ensino básico.

3. Promover a igualdade entre os sexos e a autonomia entre as mulheres.
Eliminar a disparidade entre os sexos no ensino primário e secundário, se possível até 2005, e em todos os níveis de ensino, a mais tardar até 2015.

4. Reduzir a mortalidade infantil.
Reduzir em dois terços, entre 1990 e 2015, a mortalidade de crianças menores de 5 anos.
5. Melhorar a saúde materna.
Reduzir em três quartos, entre 1990 e 2015, a taxa de mortalidade materna.

6. Combater o HIV/AIDS, a malária e outras doenças.
Até 2015, ter detido a propagação do HIV/Aids e começado a inverter a tendência atual.
Até 2015, ter detido a incidência da malária e de outras doenças importantes e começado a inverter a tendência atual.
7. Garantir a sustetabilidade ambiental.
Integrar os princípios do desenvolvimento sustentável nas políticas e programas nacionais e reverter a perda de recursos ambientais.
Reduzir pela metade, até 2015, a proporção da população sem acesso permanente e sustentável a água potável segura.
Até 2020, ter alcançado uma melhora significativa nas vidas de pelo menos 100 milhões de habitantes de bairros degradados.

8. Estabelecer uma parceria mundial para o desenvolvimento.
Avançar no desenvolvimento de um sistema comercial e financeiro aberto, baseado em regras, previsível e não discriminatório.
Atender as necessidades especiais dos países menos desenvolvidos.
Atender às necessidades especiais dos países sem acesso ao mar e dos pequenos Estados insulares em desenvolvimento.
Tratar globalmente o problema da dívida dos países em desenvolvimento, mediante medidas nacionais e internacionais de modo a tornar a sua dívida sustentável a longo prazo.
Em cooperação com os países em desenvolvimento, formular e executar estratégias que permitam que os jovens obtenham um trabalho digno e produtivo.
Em cooperação com as empresas farmacêuticas, proporcionar o acesso a medicamentos essenciais a preços acessíveis, nos países em vias de desenvolvimento; em cooperação com o setor privado, tornar acessíveis os benefícios das novas tecnologias, em especial das tecnologias de informação e de comunicações.

Valdete Calheiros
Assessora de Comunicação

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *