Notícias

Carlos Lyra: depoimentos destacam a importância do industrial para economia e empreendedorismo alagoanos

Alagoas perdeu na madrugada deste domingo um dos maiores nomes do setor econômico do Estado. Carlos Benigno Pereira de Lyra Neto, fundador e presidente do Grupo Carlos Lyra, faleceu aos 92 anos de idade.

O histórico de um dos mais tradicionais e importantes industriais do Estado remonta ao passado de uma família que desde 1892 se dedica à agroindústria açucareira. Carlos cursou engenharia química de 1947 a 1951 em Indiana, nos Estados Unidos. Voltando ao Brasil, ainda em 1951 assumiu o controle acionário da Algodoeira Lagense. Dando continuidade a suas atividades empresariais, em 1965 assumiu o controle acionário da usina Caeté. Anos mais tarde, em 1976, fundou a Agropecuária Varrela.

A importância de Carlos Lyra para o cenário econômico alagoano é atestado por quem faz a economia alagoana, que reforça a figura empreendedora do industrial em nosso estado.

Para o presidente do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool do Estado de Alagoas (Sindaçúcar-AL), Pedro Robério, o industrial marcou o empreendedorismo alagoano.

“Considero o Dr. Carlos Lyra Neto, que apesar de ser pernambucano, um dos maiores empreendedores do Estado e do Brasil. Ele marcou o empreendimento em Alagoas, com a Usina Caeté e a transformou num dos maiores negócios do Brasil, e quando não havia mais para onde expandir no estado ele ampliou para Minas Gerais, mas manteve residência em Alagoas, demonstrando todo seu apreço pelo Estado. É sem dúvidas um dos maiores empresários que Alagoas já teve”, ressaltou Robério.

INDUSTRIAL E GERADOR DE EMPREGO E RENDA

Amigo pessoal, o também industrial José Carlos Maranhão, da Central Açucareira Santo Antonio, conheceu de perto o homem e o empresário Carlos Lyra.

Conheci o Carlos Lyra em 1959, e desde então acompanhei a vida empresarial dele. Começou como comerciante de algodão. O que quero destacar é sua capacidade de gerar emprego.E ele criou mais de 15 mil empregos, garantindo a subsistência de 15 mil famílias, ou seja, cerca de 60 mil pessoas, gerando emprego e renda. Ele sabia o que era realmente importante. Sabia escolher auxiliares, e um olhar muito apurado para as finanças”, afirmou Maranhão, em entrevista na manhã desta segunda-feira, 21.

PIONEIRISMO E REFERÊNCIA, PARA O PRESIDENTE DA ASPLANA

Na visão do presidente da Associação dos Plantadores de Cana de Açúcar de Alagoas (Asplana), Edgar Reis, Lyra foi sobretudo um homem de vanguarda, um pioneiro.

“Perdemos uma referência do setor sucroalcooleiro. O doutor Carlos Lyra era um empresário a frente do seu tempo, um industrial de sucesso, um grande empresário e o setor perde muito com o falecimento dele. Era uma referência no Nordeste, que deixou um legado muito grande para a atual geração e também para as próximas. O Grupo Carlos Lyra é um dos maiores do nordeste e o maior de Alagoas, com três no estado e fora também. Foi pioneira em levar uma usina para fora de Alagoas. Um grupo que se expandiu para área de tecidos, com a Fábrica da Pedra e com outros investimentos na pecuária. Uma referência em vários setores. É um enorme legado de como se administrar uma empresa”, afirmou Reis.

CARLOS LYRA, O SENADOR

Em setembro de 1978, Carlos Lyra foi eleito pelo colégio eleitoral de Alagoas, suplente de senador em chapa encabeçada por Arnon de Melo, assumindo o cargo em 1983.

Em 1986, assumiu o controle acionário da Usina Cachoeira e fundou a Sociedade de Táxi-Aéreo do Nordeste. Na década de 1990, em 1991, assumiu o controle da Produtos Químicos e Fertilizantes e, no ano seguinte, da Fábrica da Pedra, empresa do setor têxtil. Três anos depois, fundou a Rádio Pioneira de Delmiro Gouveia (AM e FM) e a Agro-Industrial Volta Grande, empresa açucareira localizada em Minas Gerais. Em 1995 fundou a holding do seu grupo empresarial, a Lagense S.A — Administração e Participação, sediada em Maceió.

Conselheiro da Confederação Nacional da Indústria (CNI), da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu, em Uberaba (MG), tornou-se membro do Conselho Empresarial Brasil-Estados Unidos e vice-presidente da Associação dos Criadores de Alagoas.

CARLOS LYRA: MEDALHA DO MÉRITO DA REPÚBLICA

Em novembro de 2013 o industrial foi um dos homenageados com a Medalha do Mérito da República Marechal Deodoro da Fonseca, promovida pelo Governo do Estado.